Quando os Deuses dizem adeus

Por Léo Cardoso

É difícil escrever algo que soe bonito sobre a morte de alguém, e minha intenção não é essa. Gostaria só de demonstrar um pouco da minha tristeza de fã. Na manhã do último domingo (16) a música perdeu mais uma de suas lendas, um Deus para o Heavy Metal, Ronnie James Dio, 67, que vinha há meses lutando contra um câncer no estomago.

Deuses não morrem, eles apenas se afastam para poder descansar, e Dio vai continuar vivendo através de sua música, seja no Black Sabbath, Rainbow ou por meio de sua carreira solo. O baixinho, dono da voz mais marcante do Metal, vai continuar, de longe, a influenciar todos os seus adimiradores.

O mais difícil nessa hora é ver como algumas pessoas conseguem desrespeitar a dor dos fãs que ainda estão digerindo a notícia de forma lenta e dolorosa. Me refiro aqui ao jornalista André Forastieri, que um dia depois da morte de Dio publicou em seu Blog no portal de notícias R7 um texto falando sobre o ocorrido.

http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri/2010/05/17/ronnie-james-dio-o-deus-ridiculo-do-rock/

Eu não sou ninguém para criticar sua atitude muito menos o seu texto, afinal, cada um tem uma opinião, bem como eu tenho a minha.

Para mim quem tem coragem para fazer faz, e quem não tem critica, sua falta de respeito ao trabalho de um artista que dedicou boa parte da sua vida ao Heavy Metal me soa como insulto. Em seu texto ele diz: “Agora, tem sentido um roqueiro de 67 anos que canta sobre o eterno combate entre o bem e o mal, em canções repletas de dragões assustadores, cavernas assombradas, magos impolutos etc.? Hm, bem, não.” Pois eu digo que sim, e talvez essa fosse a grande magia de Dio, e por mais que ele tivesse “envelhecido mal”,  “ficado careca” e “encarquilhado” tenho certeza que ele o fez da melhor maneira possível, sempre levando seu trabalho e seu amor à música adiante, afinal Forastieri, esse é um processo natural da vida que inevitavelmente todo nós vamos passar.

Um dia, em alguma aula da faculdade que eu não me recordo qual era, um professor me disse para sempre ter cuidado com as palavras que nós jornalistas escrevemos sobre alguém, como “formadores de opinião” podemos cometer erros e injustiças terríveis, e fico triste por ver que alguns chegam a sentir prazer nisso, espero não cometer erros assim no futuro, pois o seu texto nada mais é do que um ataque gratuito ao trabalho, aos fãs e à memória de RONNIE JAMES DIO, excepcional vocalista da lendária banda Black Sabbath e talvez um dos melhores do mundo.

 

Obrigado por tudo Dio.

No sign of the morning coming

You’ve been left on your own

Like a rainbow in the dark

A rainbow in the dark…

Saiba mais em:

http://entretenimento.r7.com/musica/noticias/morre-ronnie-james-dio-um-estilista-do-heavy-metal-20100516.html

http://champ-vinyl.blogspot.com/2010/05/carta-aberta-ao-sr-andre-forastieri.html

http://kissfm.com.br/noticias/mundo-do-rock-lamenta-morte-de-dio/

http://colunasleeversbatalha.blogspot.com/2009/06/conexao-com-deus-ronnie-james-dio.html

http://whiplash.net/materias/opinioes/107993-dio.html

Videos:

  • Agenda

    • maio 2017
      D S T Q Q S S
      « jun    
       123456
      78910111213
      14151617181920
      21222324252627
      28293031  
  • Pesquisar